Papos sobre literatura, séries, cinema e mais.

sábado, 30 de abril de 2016

10 Bibliotecas para visitar em Fortaleza

É capital de muitas das maiores mentes literárias e artísticas de nossa história. Uma das maiores feiras literárias do país acontece por aqui e apesar disso muitas pessoas ainda cham quem Fortaleza não tem espaço para seus leitores. Um seguido no twitter me disse "Não tem onde ler em Fortaleza. :'-(". Respondendo ao seu twitter estou listando 10 bibliotecas para conhecer e visitar na capital cearense.


Academia Cearense de Letras



Localizada na Rua do Rosário, 1 – Centro. Com horário de Segunda à Sexta Feira das 08:00 às 12:00. A Academia Cearense de Letras foi fundada em 15 de Agosto de 1894 e é a mais antiga de todas as academias culturais do País! (aplausos) Em seu pioneirismo, não eram apenas literários os objetivos. Ela abrangia também o campo das ciências, da educação, ou das artes, de modo geral. A ALC conta com um vasto acervo além de ser muito bem frequentada pelo nosso representante atuais. As reuniões ordinárias da Academia, acontecem todo dia 10 de cada mês, exceto quando o dia coincide com feriados, sábados e domingos, passando conseqüentemente para o primeiro dia útil seguinte, ás 17:00 horas.

Biblioteca Inspiração Nordestina



É um centro de informação, cultura e pesquisa. Tem como principal objetivo atender às necessidades de informação dos colaboradores e funcionários do Banco e do público em geral, contribuindo para a melhoria da qualidade de vida pessoal e profissional. A biblioteca oferece ao público em geral instalações modernas e funcionais, com salas de estudo em grupo, individual, de DVDs, e área de leitura. A biblioteca virtual disponibiliza gratuitamente, para o usuário, sistema integrado com vários computadores, equipados com recursos multimídias e conectados à Internet. A Biblioteca Inspiração Nordestina disponibiliza trabalhos publicados pelos técnicos do Banco e parceiros. Além dos acervos voltados para as áreas de literatura, arte e cultura, filosofia, história, geografia, economia, sociologia, meio ambiente e antropologia, possui também os acervos infanto-juvenil, Braille, filmes e shows musicais, dicionários e enciclopédias disponibilizados em diversas fontes de leitura.
Está localizada no Centro Cultural Banco do Nordeste, em Sousa (PB), na rua Cel. José Gomes de Sá, 07 – 1º Andar - Centro. Horários: de Terça à Sexta, de 13h às 20h Sábado, de 14h às 21h e as vezes aos Domingos, de 13h às 20h.

Biblioteca Pública Municipal Dolor Barreira



A Biblioteca Pública Municipal Dolor Barreira foi fundada em 1º de fevereiro de 1971. Seu acervo inicial de 3.000 livros foi uma doação da família do jurista Dolor Barreira. Hoje a biblioteca possui um acervo de aproximadamente 25.000 exemplares nas mais diversas áreas de conhecimento: Psicologia, Filosofia, Literatura Estrangeira e Brasileira, dentre outras. Em 2007, a família de Geraldo Nobre doou um acervo de 5.000 livros do historiador. Em 2012 seu acervo passa por um tratamento técnico e é totalmente informatizado, a Biblioteca faz parte de uma Rede Municipal de Bibliotecas e abriga a Gibiteca Municipal de Fortaleza. É uma das mais modestas e simpáticas bibliotecas do estado. Na sua programação cultural mensal, a biblioteca sedia programas como Encontro com Escritor, Contação de História, Oficinas literárias, Chá de Palavras e Cena Dolor. A Biblioteca Central Dolor Barreira está localizada na Av. da Universidade, 2572 – Benfica. Funcionando de segunda à sexta-feira, de 9h às 21h.

Casa de Juvenal Galeno



A ideia de criar o Salão Juvenal Galeno foi concebida em 1919, quando o poeta ainda vivia, por Henriqueta Galeno, que dava assim o testemunho do amor e dedicação que tinha ao pai, abandonando, inclusive a seu pedido, a carreira de jurista. A Casa de Juvenal Galeno é hoje uma instituição oficial de cultura, reconhecida pelo Governo, graças aos esforços contínuos e pertinazes da filha do poeta, essa culta, brilhante e dinâmica Henriqueta Galeno, que todo Ceará conheceu. Em 1958, a Casa de Juvenal Galeno oferecia à comunidade cearense, mais um grande serviço, com criação da Biblioteca Mozart Monteiro, que partiu inicialmente dos livros pertencentes ao Poeta, depois foram incorporadas as bibliotecas de Mozart Monteiro e a de César Coelho. Atualmente a Biblioteca conta com um acervo de aproximadamente 20.000 livros nacionais e estrangeiros. Somente de autores cearenses, as bibliotecárias catalogaram umas 1.200 obras, fora os 3.256 folhetos e outros tantos periódicos. A Biblioteca da Casa de Juvenal Galeno, portanto, é um dos maiores acervos em obras que são verdadeiras relíquias da história das nossas letras e pensamento, como mais uma grande opção para a pesquisa histórica, filosófica, social e científica. A Casa de Juvenal Galeno fica na Rua General Sampaio, 1128 - Centro, e está aberta ao público de segunda-feira a sexta-feira, das 8 às 17 horas.

Biblioteca Vila das Artes



A Vila das Artes é um complexo cultural da Prefeitura Municipal de Fortaleza, vinculado à Secretaria de Cultura de Fortaleza (Secultfor), voltado à formação em pesquisa e produção em arte. Em seu espaço reúne as Escolas Públicas de Dança e Audiovisual, o Núcleo de Produção Digital (Rede Olhar Brasil), a coordenação de Arte e Política, Biblioteca e Videoteca. Todas as atividades oferecidas são gratuitas e estão abertas à comunidade. A Vila das Artes possui uma biblioteca com mais de 1300 títulos, disponibilizando publicações sobre dança, teatro, audiovisual, entre outros. O acesso para consulta é livre a qualquer interessado. No caso de alunos, é possível realizar empréstimo. Além da biblioteca, também existe uma videoteca que disponibiliza acesso a filmes e documentários de vários gêneros. Localizada na Rua 24 de Maio, 1221 - Centro.

Biblioteca de Artes Visuais Leonilson – Dragão do Mar



No dia 22/06/2005 foi inaugurada, no Museu de Arte Contemporânea do Centro Dragão do Mar, a Biblioteca de Artes Visuais Leonilson, que recebeu esse nome em homenagem ao artista. A biblioteca, especializada em artes visuais, dispõe de acervo sobre Museologia, História da Arte, Filosofia, Arquitetura e Urbanismo, Moda, Design e Fotografia. Além de dispor de computadores conectados à Internet permitindo o acesso à bibliotecas virtuais, centros de pesquisas no Brasil e no exterior, circulação de textos livres na rede e interação entre os estudantes e artistas locais. O acervo da Sociedade Amigos do Projeto Leonilson é um acervo múltiplo abarcando uma centena de gêneros e conta com cerca de 3.000 livros além de outros materiais como pinturas, fotografias, documentários e outros. Endereço: Rua Dragão do Mar, 81- Centro. Horário de Funcionamento: Terça-feira a Quinta-feira - 09:00 às 18:00 Sexta-feira - 14:00 às 18:00.

Casa Vermelha



Espaço para reflexão, leitura e debates sobre assuntos da atualidade é a proposta da Casa Vermelha, inaugurada como a primeira biblioteca popular de Fortaleza criada em 2013. Quem deseja aproveitar gratuitamente os 4.000 livros do acervo, formado apenas por doações, é só chegar. Títulos variados da literatura estão à disposição de qualquer pessoa, sem prazo para devolução. Na página da Casa Vermelha é possível ver dicas de livros e se atualizar sobre as atividades do espaço. Os livros estarão expostos todos os dias em horário comercial no salão principal da Casa, mas, todas as tardes, uma estante é colocada na calçada de forma a facilitar o manuseio e livre empréstimo das publicações. O lema da Biblioteca, impresso em todos os mais de 100 títulos, será: “o prazo é seu, o livro é de todos”, de forma a lembrar aos leitores dessa experimentação que envolve o ato de pegar, devolver e doar livros. A biblioteca popular funciona durante a semana, das 08h às 20h, na Av. da Universidade, 987 – Benfica.

Biblioteca Pública Espaço Estação



Criada em 25 de março de 1867 como Biblioteca Provincial do Ceará, está hoje integrada arquitetonicamente ao Centro Cultural Dragão do Mar, ocupando uma área de 2.272 m², distribuídos em cinco pavimentos. Com a missão de disseminar informação, cultura, educação e lazer para toda a comunidade cearense sem qualquer distinção de sexo, raça, religião ou nível econômico /social, oferece também atendimento especializado para deficientes físicos e analfabetos. Um acervo de aproximadamente 115 mil volumes, totalmente informatizado através do software Arches-Lib de gerenciamento de bibliotecas, está à disposição dos usuários que a frequentam em uma média de 10.000 usuários/mês. O Espaço Estação funciona diariamente, das 8h às 18h, de segunda a sexta-feira, e das 8h às 17h aos sábados, em um dos galpões da antiga RFFSA, ao lado da Estação João Felipe, no Centro de Fortaleza. O local integra as instalações da futura Pinacoteca do Estado do Ceará.

Biblioteca Rachel de Queiroz – Unidade Fortaleza do Sesc



O Serviço Social do Comércio, Departamento Regional do Ceará, mantém sua biblioteca desde 1954, data dos primeiros registros de livros. A biblioteca Rachel de Queiroz, do Sesc, conta com 21.747 exemplares disponíveis, sendo 5.655 infantis. No espaço, o público encontra sala de leitura para estudo individual, sala multimídia, com 15 computadores, espaço para leitura de jornais e revistas e biblioteca infantil. Totalmente informatizado, o acervo encontra-se disponível para consulta no site www.sesc-ce.com.br/biblioteca, além de espaço para sugestões. Aberta de segunda a sexta-feira, das 8h às 21h, e aos sábados, das 8h às 12h, a biblioteca possui um acervo com todas as áreas do conhecimento, com ênfase em literatura brasileira e estrangeira.

Plebeu Gabinete de Leitura



Após algumas doações - a maior delas à Associação Cearense de Imprensa (ACI) - sobrou um acervo de 12 mil livros e centenas de documentos. Esse material estará disponível gratuitamente no "Plebeu Gabinete de Leitura". A princípio, o acervo não estará disponível para locação, apenas para leituras individuais no próprio local, grupos de estudo e saraus. O visitante terá acesso a um acervo variado, com livros sobre história, geografia e literatura brasileira e portuguesa, inclusive com obras raras. Além disso, o local disponibilizará para consulta documentos ligados ao movimento operário, como livretos, panfletos, gravuras, encontrados principalmente em alfarrabistas europeus. Esse "Plebeu" está localizado na rua Floriano Peixoto,735, 5º andar - Centro. Aberta de segunda a sexta-feira, das 8h às 18h30min, e aos sábados, das 8h às 13h30min.


E então, o que achou nas opções desse guia literário? Você conhece outros bons lugares para ler na capital cearense? Onde vocês costuma ir para ler? Conte para a gente e vamos tirar um papo aqui em baixo. 

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Agradecemos sua visita. Confira outros posts sobre este assunto. Deixe aqui o seu comentário, crítica, sugestão. Curta o Um Fílosofo na Web no Facebook e siga no Twitter ou Instagram. Obrigado!

: PARCEIROS :

Grupo Editorial Autêntica

Editora Novo Conceito

Seguidores