Papos sobre literatura, séries, cinema e mais.

segunda-feira, 28 de dezembro de 2015

A nova leitura de bolso

Criado por agência de publicidade no Brasil, projeto disponibiliza gratuitamente trechos de livros que podem ser lidos em até 5 minutos. 





O ano de 2014 não foi um bom ano para a literatura no Brasil, isso segundo pesquisa feita pela Federação do Comércio do Rio de Janeiro que apontou que, no ano citado, 70% dos brasileiros não se deram ao trabalho de ler um livro sequer. Uma das razões para o baixo índice de apreciação literária seria o uso da internet, diz a pesquisa, facilitado ainda mais pela mobilidade quase onipresente dos smartphones.

Pensando em contribuir para mudar esse cenário, profissionais da Agência Isobar Brasil criaram um projeto que visa colocar smartphones em favor da literatura. 

Batizado de “Leitura de Bolso”, o projeto oferece gratuitamente trechos de livros que podem ser lidos em até cinco minutos pelo WhatsApp. Basta o usuário se cadastrar no site do projeto para começar a receber diariamente as “pílulas literárias”. Lançado em 25 de novembro, em apenas uma semana o projeto contabilizou mais de quatro mil inscritos, disse a agência. 

As histórias são enviadas para o número de celular cadastrado no site, que deve ser o mesmo registrado no WhatsApp. Além do texto, as histórias são disponibilizadas com imagens, como ilustrações e fotos. Em breve serão utilizados também vídeos. 

A Isobar também acredita que o projeto possa ser um canal para novos talentos promoverem seu trabalho. Em seu mês de estreia, o "Leitura de Bolso" apresenta a obra Quase Pisei!, de Roberto Klotz, escritor brasiliense.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Agradecemos sua visita. Confira outros posts sobre este assunto. Deixe aqui o seu comentário, crítica, sugestão. Curta o Um Fílosofo na Web no Facebook e siga no Twitter ou Instagram. Obrigado!

: PARCEIROS :

Grupo Editorial Autêntica

Editora Novo Conceito

Seguidores