Papos sobre literatura, séries, cinema e mais.

sábado, 20 de junho de 2015

Plante este livro, literalmente.


A editora argentina Pequeño Editor decidiu criar um livro “plantável” que regressa ao solo depois de ser lido. Chama-se Mi Papa Estuvo En La Selva (O Meu Pai Esteve Na Selva, numa tradução livre) e tem como grande objectivo ser plantado, após a leitura estar terminada, nascendo dele uma árvore.
É, na verdade, um “livro-árvore” – feito de papel reciclado e impresso em tintas biodegradáveis, sem os habituais químicos ou ácidos.
As instruções que acompanham o livro explicam o processo: depois da leitura, humedecer o produto e guardá-lo num local fresco, sem luz solar, até que a germinação aconteça; de seguida, plantar o livro à superfície, sem o cobrir de terra, e regar com frequência, tal como se faz com as árvores normais. No final, terás uma bela árvore de Jacarandá, pois são as sementes desta planta que estão inseridas nas folhas e na capa do “livro-árvore”.
Mas o que levou a editora argentina a criar este livro? Os números: por ano, publicam-se 1 55o livros novos e 6 milhões de exemplares por mês são impressos. Esta pequena editora viu aqui uma oportunidade de veicular uma mensagem de protecção ambiental, sem ferir os mais ávidos leitores.
O livro em si fala de uma viagem à selva equatoriana, sendo uma história dedicada às crianças, contada pela voz de uma criança. A publicação aconteceu em Março deste ano, com o livro a ser enviado a várias personalidades públicas argentinas

Um comentário:

  1. Um boa ideia😍 mas pra seer sincera eu achl q não conseguiria plantar ele pq eu sempre fico apegada as livros.

    ResponderExcluir

Agradecemos sua visita. Confira outros posts sobre este assunto. Deixe aqui o seu comentário, crítica, sugestão. Curta o Um Fílosofo na Web no Facebook e siga no Twitter ou Instagram. Obrigado!

: PARCEIROS :

Grupo Editorial Autêntica

Editora Novo Conceito

Seguidores