Papos sobre literatura, séries, cinema e mais.

domingo, 4 de janeiro de 2015

Resenha - Os Sete, André Vianco


[CUIDO SPOILER!]

A trama muito original e com toque de humor e crueldade fazem dessa obra um verdadeiro referencial para os amantes de literatura vampiresca. Ao contrário das recente e ridículas construções norte-americanas do esteriótipo do vampiro serem no minimo toscas, Andre Vianco resgata o vampiro demoníaco de Bran Stoker e Anne Rice sem perder os traços humanos e ao mesmo tempo criando um cenário único.

A ideia de vampiros resgatados de uma nau portuguesa de quase meio seculo é o ponta-pé para uma jornada de mortes, terror e cenas tensas e empolgantes.

Inverno, Acordador, Espelho, Gentil, Lobo, Tempestade e Sétimo. Sete bestas soltas em terras brasileiras que deram muito trabalho aos soldados de OE de Porto Alegre.

André Vianco consegui criar personagens carismáticos, mesmo não havendo muito diálogos entre eles. De imediato o leitor começa a simpatizar com épica jornada de Guilherme na Nova Terra para sobreviver a um mundo tão maravilhoso quanto sinistro e perigoso, o Brasil.

Embora a trama tenha passagem bastantes descritivas, o que é gostoso pois permite vislumbra sem dificuldade as cenas e os personagens claramente. Contudo, história se desenrola um tanto devagar até página 220, de cá em diante ela ganha mais velocidade e fica mais atraente.

De todos os malucos dessa história, de quem mais simpatizei fora Afonso, suas atribuições sem duvida o tornavam uma fera bestial quase bíblica. Seus demais irmão são interessantes de fato, mas com poderes e dons menos interessantes, exceto por Gentil e Sétimo; Gentil por ser o mais humanos dentre eles e Sétimo por ser revelado apenas nas ultimas páginas do livro. (Esse sim, é uma fera bestial bíblica ;)

Dois fatos me despertaram bastante atenção no desenrolar da história. Primeiro, a ridícula arma que o exercito brasileiro usou para derrotar os vampiros, claramente muito exagerada beirando o absurdo. Poderiam ter usado napalm, seria mais realista e viável alem de fazer um tipo de ponte com o Tribunal da Santa Sé e as fogueiras inquisidoras.
Segundo, quem é o que aconteceu com o vampiro abordo das caravelas de Cabral?

Para encerrar essas linhas sinceras, deixou essa obra como uma indicação de uma boa e alucinante leitura.

Recomendo à todos.
Boa leitura!

Um comentário:

  1. Eu preciso ler antes que as férias termine💜
    Opa' eu quero ler vários🙌😍

    ResponderExcluir

Agradecemos sua visita. Confira outros posts sobre este assunto. Deixe aqui o seu comentário, crítica, sugestão. Curta o Um Fílosofo na Web no Facebook e siga no Twitter ou Instagram. Obrigado!

: PARCEIROS :

Grupo Editorial Autêntica

Editora Novo Conceito

Seguidores