Papos sobre literatura, séries, cinema e mais.

quarta-feira, 2 de novembro de 2016

O que ler antes de assistir Dr. Estranho?

Tudo o que você precisa ler para conhecer melhor o Mago Supremo do universo Marvel


Acabo de assistir ao mais novo filme da Marvel nos cinemas, Doctor Strange. Não preciso dizer que a sala estava lotadaça, tanto na sala comum quanto na sala 3D. Mas por muitas vezes ouvi alguém comentando na fila "como é mesmo a história heim?", "amor, é filme de herói é?", "É que nem Harry Potter, tem magia, vai ser legal!". (Olha, essa última rasgou os tímpanos).

Se você é uma das pessoas que estava trancado em um porão ou caverna e não sabe quem é Stephen Vincent Strange, o famoso Doutor Estranho. Aqui vai umas dicas de quadrinhos essenciais para ler antes de conferir a adaptação para a telona para entender mais sobre a trama e o personagem de Benedict Cumberbatch.


1. Strange  Tales #110


Criado pelos mestres Stan Lee e Steve Ditko nas páginas de Strange Tales #110, e o personagem continuou a ter suas histórias aqui, escritas e desenhadas de forma magistral pela dupla clássica. Apesar de um linguajar rebuscado e prosaico de Lee, o que realmente brilhava era a arte psicodélica de Ditko. Aqui, o personagem ganhou destaque das edições #110 a #168, onde aparecia em histórias curtas, de poucas páginas. Nessa fase, foram introduzidos os principais vilões e incorporado todo o universo místico do herói, que seria melhor explorado e aprofundado por outros escritores.

2. The Eternity Saga

O Doutor Estranho pede ajuda para o ser místico mais poderoso do universo a fim de derrotar Dormammu e Barão Mordo.

3. Marvel Premiere #9


Saído da Strange Tales, Stephen Strange passou a residir nas páginas de Marvel Premiere, onde teve uma fase elogiada e complexa, onde suas histórias adquiriram um caráter mais filosófico e com uma pegada de H.P. Lovecraft. Na fase, iniciada na edição #9 de Marvel Premiere e finalizada na edição #14, dando origem a um novo título solo do personagem, em 1974, também escrito pela dupla, temos a inserção de Shuma-Gorath, um perigoso inimigo do personagem e vilão do Universo Marvel.

4. Strange Origin

Para quem quer ler uma versão mais "atualizada" da origem do herói, vale começar por aqui.

5. A Separate Reality 

Essa psicodélica saga coloca o Doutor e seus companheiros presos dentro do Olho de Agamotto.

6. Thw Way of the Weird

Mais uma "reinvenção" recente, com uma saga envolvente sobre um vilão que quer acabar com a magia no mundo.

7. Triumph and Torment

A Marvel teve seu auge ao fazer uma série de Graphic Novels iniciada pela épica Morte do Capitão Marvel. A partir daí, eram publicados materiais de luxo contando uma história única voltada para alguns personagens ou grupos específicos. O Doutor Estranho teve duas edições de destaque. Tratam-se dos números #23, com a belíssima Into Shamballa, um conto onde Stephen deve se jogar em um intrincado dilema filosófico pelo bem da humanidade, e o número #49, que trouxe a famosíssima Triunfo e Tormento, onde o Doutor Destino busca a ajuda de Estranho para recuperar a alma de alguém do Inferno de Mefisto. (Existem várias dimensões infernais no universo Marvel)


8. If a World Should Die


Levando o herói ao canto mais sombrio do Universo Marvel, Roy Thomas e Gene Colan vieram para explorar uma vertente mais puxada para o ramo do horror, buscando trazer na escrita e na arte uma narrativa que apontasse para Stephen como protetor da Terra em frente aos perigos da magia negra. Nessa fase, Strange fica cara a cara com seguidores de demônios e com entidades abissais. É uma das mais populares fases dos anos 90 do personagem, e temos até uma revigorada no visual.


9.  The Oath 

Aqui, vemos um personagem com um grande problema, enfrentando um inimigo maior do que demônios, monstros e criaturas místicas, ao mesmo tempo que a trama é intimista e busca retornar aos princípios da época em que ele era um simples cirurgião. É uma das mais notáveis versões da história do Mago Supremo. Talvez a história clássica mais amada do Doutor Estranho, o coloca contra Nicodemus West, que já aparece no filme.

X. O Prólogo 

É a HQ que melhor situa uma pessoa que nunca ouviu falar no personagem. Foi lançada muito recentemente como forma de apresentar o Doutor Estranho para um público que não está familiarizado com quadrinhos e funcionou muito bem, já é uma das HQs vai vendidas tanto a edição física quanto digital. Fica como dica para quem quer conhecer o máximo que puder da trama em menos tempo, são apenas dois volumes.


Nenhum comentário:

Postar um comentário

Agradecemos sua visita. Confira outros posts sobre este assunto. Deixe aqui o seu comentário, crítica, sugestão. Curta o Um Fílosofo na Web no Facebook e siga no Twitter ou Instagram. Obrigado!

: PARCEIROS :

Grupo Editorial Autêntica

Editora Novo Conceito

Seguidores